terça-feira, 28 de abril de 2009

domingo, 26 de abril de 2009

A Escola espera Maria!


Amanhã dia 27 de abril (segunda - feira) a Escola espera Maria! Ela não sabe que vai ficar um tempinho fora de casa, ela não sabe nem onde e nem para quê... Maria ingressa na Escola e tudo para ela será tão novo, talvez muito desconfortável, talvez não. Ela vai ouvir outros sons e perceber olhares, crianças para lá e para cá, que já sabem que ali é legal e que os pais vão voltar para levá-los para casa... Maria ainda irá aprender tudo isso... Vai começar a aprender a dividir, a ter um mundo repartido entre muitos e as vezes disputado. São as primeiras lições de Maria. Estou ansiosa da mesma forma quando fui pela primeira vez levar a titia May à escola e na primeira vez da mamãe dela.

Maria encontrará a cada dia regras que ela deverá aprender para segui-las.

Fui professora por 12 anos de crianças entre 3 e 5 anos e sei exatemente o que se passa com os pequenos nessa fase.

Espero que nestes primeiros dias Maria não sofra a ausência dos rostos que ela já conhece tão bem.



quinta-feira, 23 de abril de 2009

E lá vai Maria...



Maria Eduarda vai dar o primeiro passinho para o mundo. Maria vai à escola! Pensei que demoraria um pouco mais ou tudo passou tão depressa que não vi? Prometi que com Maria seria ( e será) muito diferente do que foi com a mãe dela.Praticamente não a vi crescer, ocupada com o trabalho e o futuro.

Nossa! Não vejo a hora de vê-la na fardinha! Maria vai fazer amigos, interagir com o estranho mundo. Maria está crescendo... Que coisa!Estou emocionada..

sábado, 18 de abril de 2009

QUE "PEPEL" BONITO!


Dudinha ainda não come chocolate, mas ainda assim festejou o presente, certamente pela beleza do papel! Quanto ao chocolate.... bom nem é preciso dizer que a mãe sabe onde colocou!

quinta-feira, 9 de abril de 2009

UM "SER" AVÓ...


Tenho tentado definir todas as emoções e experiências deste "estado de avó" , ser avó inclui sentir-se avó.

É meio esquisito... A primeira maternidade é emocionante mas não se compara a ser avó. Tudo para a nova mãe é novo, para a nova avó não! Cabe a avó dizer ou saber o que a mãe de primeira viagem ainda não sabe, mas o mais interessante é que ser avó é algo também inédito e apaixonante!

Me sinto livre das preocupações financeiras de mãe...nada pago da Maria, mas tenho excesso de zelo, as avós seriam certamente exterminadoras de todas aquelas doencinhas de criança! Como mãe, fui destemida, como avó sou extremamente covarde! Não consigo ver a Maria chorar na hora da vacina!

O que está acontecendo comigo? Perdi o controle de mãe na hora da febre, do vômito, do desconforto... Sou avó. Avó de primeira viagem, ou todas as "viagens" são assim?

As vitrines tem mais artigos para a Maria que para mim! Escrever sobre Maria é quase um vício.

Maria, Maria, Maria... Cada olhar, cada palavra, cada dancinha nova, cada pequena conquista dela eu vibro!

Quando a mãe de Maria era pequena eu trabalhava demais... Então é isso?

Alguém que já entendeu esse amor vóterno me explique! Mas não descreva demasiado a sua essência, porque eu quero amar sempre assim!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

terça-feira, 7 de abril de 2009

DUDA NO SOFÁ!

video

Aprendeu rapidinho a subir no sofá da mamãe! Um perigo! Não pode tirar os olhos dela!

Com essas "trouxinhas" no cabelo tá linda!

Escrevi o Primeiro Vôo de Tito para crianças portuguesas de Figueira da Foz, uma fábula que nos mostra o poder da força de vontade. Espero que Maria Eduarda goste.

O PRIMEIRO VÔO DE TITO


Entre as folhas de uma árvore secular na Serra da Boa Viagem, nascia o filhote de Codita e Pepito, o casal de pássaros mais belos da Serra. Todos os dias, Codita voava em busca de alimento para o filhote, trazia na ponta do bico, chegando sempre com a refeição junto com os primeiros raios de sol da manhã. - Mamãe, quando vou poder voar? - Em breve meu bebê... - Mas acho que não vou conseguir... - Todos conseguem meu bem! Fique tranqüilo. Por muitos dias durante manhãs inteiras Codita ensinava seu filhote a voar, se exibia batendo as asas em diferentes ritmos, mas ele estava sempre triste, não acreditava que pudesse voar tão alto quanto seus pais. - Eu tento, tento e não consigo! - Vai conseguir! Precisa confiar! Diz Codita já com o olhar preocupado. Não havia nada diferente no filhote, tudo estava bem. Por que então ele não conseguia voar? As asas estavam inteiras, não havia nada de errado com ele. Todos os filhotes que nasceram nas árvores vizinhas já tinham feito o seu primeiro vôo. O filhote de Codita não. Os pássaros na floresta ficaram preocupados, mas Codita não desistiu do seu filhote em nenhum momento. O pai inconformado chamou-o para conversar: - Preste atenção! Terá que voar! - Mas eu tenho medo! Chorava Tito . - Medo? Com medo ou não terá que fazer o seu primeiro vôo! Os dias se passavam e os outros filhotes já voavam livremente. Tito permanecia no ninho. - Meu filho, como pode ver todas as belezas desta Serra se tens medo de voar? - Eu sei mamãe, mas tenho medo... - Somente praticando poderá voar meu filho! Entende? Se ficar aqui no ninho, nada vai aprender do mundo. Todos estavam atentos. O que poderia ser feito para que Tito voasse? Codita levou seu filhote para o galho mais alto, olhou nos olhos dele e disse: - Se deixar o medo lhe dominar, não vai comer, não vai voar, não vai viver! - Então o que devo fazer mamãe? - Está vendo aquela nuvem lá ao longe? - Sim vejo! - Se desejar toca-la com todo o seu coração, vai aprender a voar! Olhe para a nuvem! Bata suas asas até tocá-la! Codita empurra o filhote do alto do galho. Tito batia suas pequenas asas desesperado, caindo cada vez mais! Os animais observavam apavorados. Quando Tito já estava próximo ao chão, Codita gritou: - Olhe para a nuvem Tito! Toque na nuvem! Ela é o seu desejo! Tito levantou a cabeça, respirou fundo batendo suas asas com mais força. Parecia um milagre! Finalmente ele estava voando! Todos gritavam, cantavam, festejando o mais bonito vôo da Serra! Ao pousar próximo a sua mãe, Tito ainda ofegante, pergunta: - O que me fez voar mamãe? - Algo muito poderoso que existe em todos nós, uma enorme força! A força de vontade! Sussurra. Acariciando o filhote.

Tereza Amaral

segunda-feira, 6 de abril de 2009







O BATIZADO


PRIMEIRO ANINHO! TUDO REGISTRADO!



TODAS AS FOTOS ESTÃO NO SITE PRIVADO DA FESTA DE MARIA EDUARDA NO SPACEFESTAS!

PRIMEIRA FESTA COM VOVÓ!


Vou contar uma historinha para vocês! Minha dinda foi passear em Costa do Sauípe e na hora que ela ia sair eu chorava muito com soninho, então a minha vó Tereza começou a inventar uma musiquinha para mim, eu adorei tanto que dormi num instante!
A musiquinha é assim:
JEPINHO AMARELINHO
Eu vou também para Costa do Sauípe Minha Dinda vai de carro Eu vou de jippe!
Eu vou vestir um vestido bonitinho vou levar comigo o gato, o cachorro e o passarinho!

REFRÃO: E lá vai ela no jipinho amarelinho Levou o gato, o cachorro e o passarinho
Chegando lá deu tudo errado! O jippe estava com o pneu furado!
Mas o macaco chegou para ajudar - Eu conserto o seu jippe e você me leva lá!
E lá vão eles no jipinho amarelino macaco, gato, o cachorro e o passarinho!
Chegando lá que alegria
A coisa estava boa era festa todo dia!
Agora vamos todos embora a festa está boa mas está chegando a hora!
E lá vem eles no jipinho amarelino macaco, gato, o cachorro e o passarinho
A menininha está com soninho Todo mundo vai pra casa
Vamos guardar o jipinho.

EU E ELA






















Vou exagerar

Vou proteger

Vou me esconder

Vou chorar de emoção

Ficar sem noção

Vou cantar

Escrever histórias Ninar...

Vou pintar e bordar

Vou fazer chá

Passear...

Inventar receitas

Viajar, viajar...

Pintar o céu

Pousar numa estrela

Chocolate na panela Eu e Ela!

Tereza Amaral

AGOSTO - 2007


27 DE JULHO 2007 - O GRANDE DIA!


Sábado, Julho 07, 2007
MARIA EDUARDA
Quero te dar meu colo
Contemplar o movimento dos teus olhos curiosos pela vida
Te contar o que aprendi... Sorrir Contar todas as histórias
Desenhar nossa fantasia
O sol sorrindo no papel
E como se faz o mel?
Te procurar pela casa
Fazer de conta... Fazer bagunça
Noite e dia Maria,
Maria Quero ser teu anjo da guarda! Linda Maria! Maria Eduarda.
Tereza Amaral ( vovó coruja)
Postado: às 9:41 AM





sábado, 4 de abril de 2009

EM CONSTRUÇÃO ( transferindo posts)